Outubro Rosa e o Método Pilates

O movimento, conhecido como Outubro Rosa, é celebrado anualmente desde os anos 90, conforme o Ministério da Saúde.

O objetivo da campanha é compartilhar informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, também sobre o câncer de colo de útero.

Esta iniciativa, tenta proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribui para a redução da mortalidade das mulheres.

O Outubro Rosa relembra sempre que o diagnóstico precoce é o maior aliado para o tratamento do câncer de mama.

Quando identificado precocemente pode ser tratado, impedindo que o tumor alcance outros órgãos.
Caso detectado em fases iniciais, tem aumento nas chances de tratamento e cura.

Prevenção do Câncer de Mama

Segundo o Ministério da Saúde, é possível reduzir em 28% o risco da mulher desenvolver câncer de mama, com as seguintes medidas:

  • Realização de atividade física regular;
  • Controle do peso corporal, evitando a obesidade;
  • Alimentação saudável;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Amamentação é considerada um fator protetor;
  • A reposição hormonal (TRH), quando estritamente indicada, deve ser feita sob rigoroso controle médico e pelo mínimo de tempo possível.

Pilates e o Outubro Rosa

A relação entre a prática de exercícios físicos e o câncer de mama tem sido muito estudada e têm demonstrado eficácia.

Previne o retorno do câncer de mama em mulheres que já realizaram o tratamento e evita o desenvolvimento em quem nunca teve a doença.

Além disso, praticar exercícios ajuda a controlar o peso, o nível de gordura corporal, a equilibrar os hormônios e os níveis açúcar no sangue, o que é essencial para manter a saúde e evitar os tumores.

Praticar Pilates desenvolve a coordenação entre o corpo, a mente e o espírito.

Os exercícios ajudam a alcançar a eficiência máxima do corpo. Além de controlar seus movimentos, desenvolver a força, aumentar o condicionamento físico e prevenir lesões.
Mulheres que nunca tiveram câncer de mama se beneficiam muito com a prática de Pilates e aquelas que já foram diagnosticadas e passaram pelo tratamento tem ainda mais a ganhar.

Praticar exercícios pode ajudar na recuperação após o tratamento, facilitar a reabilitação e reestabelecer o vigor.

Além disso, o Método Pilates é uma atividade física muito completa, que respeita as dificuldades, a força e a disposição do paciente em recuperação.

A prática ajuda não apenas a recuperação física, mas também a autoestima e a autoconfiança.

 

Conheça a FORMAÇÃO COMPLETA EM PILATES – VIDA PLENA PILATES
Leia outros artigos no BLOG VIDA PLENA PILATES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *